A Modista do Desterro – Pauline Kisner

Cuidados com Cabelos Oleosos (1910)

cabelos oleosos era eduardiana

Muitas coisas que compramos facilmente em farmácias e mercados eram feitas em casa na Era Eduardiana, até mesmo nas casas mais ricas. Sabonetes e óleos cosméticos eram comprados prontos, mas shampoos e tônicos estavam na lista de coisas a ser preparadas em casa. Até porque eles não eram usados com a mesma frequência que usamos hoje em dia: a mulher eduardiana lavava o cabelo com menos regularidade e utilizava outros métodos para manter os cabelos limpos e sedosos. É importante lembrar também que as escovas da época eram feitas com cerdas naturais, que limpavam o cabelo e penteavam sem agredir os fios.

cabelos oleosos era eduardiana
As escovas antigas costumam ter cerdas macias, feitas com pêlos naturais, que agridem menos os fios do cabelo.

Hoje falaremos especificamente sobre os cuidados com cabelos oleosos, seguindo os conselhos e receitas do “Health and Beauty Hints”, uma livrinho de cosmetologia e beleza publicado em 1910.

“Cabelos excessivamente oleosos são resultado de uma condição doentia do couro cabeludo, o que pode ser sério, pois faz as glândulas incharem e expelirem as exsudações rápido demais. Esse problema é geralmente causado por uma condição pouco saudável do corpo, e é difícil de controlar, exceto com tratamentos internos. (…)

Um couro cabeludo oleoso deve ser ensaboado com discrição, usando um sabão de alcatrão ou enxofre e ovos crus.

Um dos melhores agentes de limpeza é a combinação de 1 colher de sopa de água de limão para cada ovo cru, a mistura sendo bem batida e massageada no couro cabeludo. O limão tem um efeito benéfico sobre as glândulas dilatadas.

A lavagem deve ser feita com água morna, sem sabão, sendo o último enxágue com água fria, para contrair os poros. Mesmo em caso extremos de exsudação, o shampoo não deve ser usado mais do que três dias na semana. Se o cabelo se tornar pesado com a gordura durante as semanas de tratamento, a maioria dela pode ser removida salpicando flocos finos de milho sobre os cachos, que deve ser escovado após absorver a oleosidade. É importante que a escova seja macia, pois as firmes estimulam o couro cabeludo.”

Quero dizer para vocês que sim, a técnica dos flocos de milho funciona e tem um efeito muito semelhante aos dos shampoos secos disponíveis no mercado!

Depois de falar sobre os cuidados gerais, o livro indica algumas receitas para auxiliar no cuidado com os cabelos oleosos:

Tônico noturno para o couro cabeludo 1:

236 ml de uísque envelhecido, tanto sal marinho quanto puder dissolver nele, 1 colher de sopa de glicerina e 1/2 colher de sopa de pó de enxofre. Usar todas as noites.

Tônico noturno para o couro cabeludo 2:

4ml de tintura alcoólica de cantárida, 4 ml de tintura de capsicum, 8ml de tintura de noz-vômica, 20ml de óleo de côco, 70ml de álcool. Agite antes de usar. Massagear o couro cabeludo toda as noites com as pontas dos dedos.

OBSERVAÇÃO

As informações aqui apresentadas são de 1910 – isso é muito anterior aos testes dermatológicos. Não encorajamos ninguém que não tenha conhecimento da área a testá-las. Se você fizer isso, estará agindo por sua conta e risco e não temos qualquer responsabilidade sobre isso. Caso queira, sugerimos que leve as formulações aqui apresentadas até seu farmacêutico de confiança, para que ele possa fazer uma análise a té sugerir outras concentrações dos produtos.

Tags:

compartilhe

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.