A Modista do Desterro – Pauline Kisner

Uniformes do Exército Brasileiro (1730-1922)

uniformes históricos

Uniformes militares são muito mais do que trajes que identificam cada exército em combate. O uniforme é pensado como um instrumento não só de identificação do soldado, mas da própria nação que eles representa. Além de dividir visualmente os diferentes regimentos de uma tropa, ela marca as hierarquias próprias de cada uma das forças através de acessórios, cores e materiais utilizados.

Até sua independência (1822) o Brasil utilizava os uniformes militares portugueses, com variações específicas em cada parte da colônia. Foi somente a partir de 1822 que se deu a criação de uniformes e distintivos brasileiros, que representavam a nova nação que surgia no cenário internacional. E embora as Forças Armadas brasileiras só se consolidem a partir da Guerra do Paraguai (1864-1870), os uniformes militares já eram símbolos bem conhecidos pela população, que inspiravam sentimentos diversos. Ao longo desse tempo, a indumentária militar sofreu grandes alterações de forma, equipamentos e materiais utilizados em sua construção, que identificavam épocas específicas da história militar brasileira.

Graças à parceria entre Gustavo Barroso, na época diretor do Museu Histórico Nacional, e do pintor José Wasth Rodrigues, foi  realizada uma extensa pesquisa sobre essas transformações, que resultou em uma obra indispensável para todos que pesquisam a história das Forças Armadas no Brasil. “Uniformes do Exército Brasileiro” apresenta 228 conjuntos de ilustrações assinadas por Wasth, acompanhadas de descrições textuais de autoria de Barroso, que dão um panorama bem detalhado dos uniformes militares brasileiro de 1730 até 1922. É uma obra de referência fundamental para reenactors e figurinistas, que você pode baixar gratuitamente no link a seguir:

Tags:

compartilhe

Posts Relacionados

2 respostas

  1. Pô, Line, chama a Má-ga Patalógica que o link não está funcionando! Mas obrigado pela dica – vou procurar a obra, sim! Parabéns pelo trabalho!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.