Robe a la o quê?!?

Robe de Style, o vestido anti-flapper (1920s)

A moda da década de 1920 é muito conhecida pela estética flapper: vestidos de corte reto, muita verticalidade e movimento e nenhum volume. Mas os anos 1920 não foram feitos só de melindrosas: o Robe de Style, um vestido criado pela estilista francesa Jeanne Lanvin, prometia ser a total oposição à estética flapper dominante.

O Robe de Style surge no contexto do fim da Primeira Guerra Mundial (1914-1918), quando uma certa confusão reinava entre os criadores de moda. Durante a Guerra, as mulheres haviam deixado de lado os vestidos longos e caros da Era Eduardiana, fosse como parte do racionamento de materiais ou pela entrada de muitas mulheres no mercado de trabalho. Muitos estilistas tentaram trazer para suas criações referências do glamour supostamente perdido, fazendo aquilo que chamamos de historicismo: quando a moda se baseia em estilos antigos, fazendo a releitura deles dentro dos gostos e materiais disponíveis. Um exemplo muito famoso de historicismo é o New Look criado por Christian Dior depois da Segunda Guerra, que, com suas saias enormes e cinturas marcadas, fazia referências muito óbvias às crinolinas da Era Vitoriana.

Enquanto as cinturas dos anos 1920 caíam para a altura do quadril e os vestidos ganhavam linhas retas no melhor estilo Art Déco, Jeanne Lanvin foi buscar nas anquinhas/paniers do século 18 a inspiração para criar um estilo elegante, adequado às demandas da elite, e que ainda respeitava toda a liberdade de movimento e leveza que a moda dos anos 1920 havia trazido. Assim nascia o Robe de Style, com seu volume lateral característico nas saias de cintura baixa:

robe de style jeanne lanvin 1920s flapper melindrosa
1922-1923. Coleção Particular.

Embora outras marcas de Alta Costura tenham copiado o estilo, os vestidos da Lanvin permaneciam únicos em seus detalhes bordados e nas cores pasteis, que a própria Jeanne Lanvin criava com técnicas de tinturaria guardadas a sete chaves.

O Robe de Style tinha uma certa dignidade que o distanciava da silhueta flapper, que muitas mulheres consideravam moderna ou informal demais. Preservando algumas características próprias da década de 1920 – braços à mostra, decotes mais abertos, saias um pouco acima do tornozelo – Jeanne Lanvin conseguiu criar um estilo que atendia mulheres de todas as idades, mas de nem todos os bolsos: o Robe de Style era um vestido das mulheres da elite, das atrizes e cortesãs ricas. Para a maioria das mulheres, a silhueta flapper era mais acessível e também mais barata.

O segredo do Robe de Style estava na combinação de uma modelagem simples, mas habilidosa, com uma anágua no formato correto. Uma das poucas peças dessa época que sobreviveu é esta crinolina (?) russa:

crinolina 1920s robe de style flapper melindrosa

Que faz todo o sentido quando a gente vê a modelagem do bichinho. O truque? Fazer pregas ou franzidos em locais estratégicos, conforme esse diagrama original:

robe de style 1920s melindrosas flapper

O grande segredo da Casa Lanvin fosse, talvez, a habilidade de combinar elementos decorativos sobre uma peça aparentemente tão simples…

robe de style 1920s jeanne lanvin melindrosas flapper
Tão simples e tão delicado!

E criar peças que sintetizam a essência do luxo dos Loucos Anos 1920, quando ninguém imaginava que ainda haveria uma crise econômica gigantesca e mais uma guerra de proporções mundias na década seguinte:

jeanne lanvin robe de style flapper melindrosa 1920s

 

COMENTÁRIOS

Historiadora, costureira e apaixonada pela história das coisas miúdas e aparentemente insignificantes. Alguém que acredita que a vida é muito curta para usar roupas comuns e que a moda é, sim, um espelho da história.

2 Comentários

  • Heidi

    Que vestidos diferentes! confesso que nunca tinha ouvido falar, quando estudei sobre os anos 20 na facul de moda a gente só viu as flappers e estilos que eram mais simples e ousados. Não fazia ideia que esses vestidos estariam pegando inspiração de épocas rococó para manter a elegância, enquanto conseguiram descer a posição da cintura e achatar o peito ainda assim para se manter no estilo dos anos 20. Que fantástico, obrigada or essa matéria!! <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »