Biblioteca,  Culinária,  Destaque,  Downloads

10 livros de culinária antigos para baixar de graça

Eu amo livros de culinária antigos e tenho vários em casa, alguns na estante, outros no computador mesmo. Passo horas percorrendo as páginas, encantadas com as técnicas de preparo, com o vocabulário… vez ou outra me deparo com uma receita que corre há anos na família, que aparece registrada praticamente igualzinha num livro de 1800 e pouco. Uma delícia!

Os livros de culinária antigos não são apenas uma fonte para pesquisar receitas e modos de preparo. Eles revelam informações sobre a relação das pessoas com a comida, sobre os ingredientes disponíveis na cozinha. Além disso, muitos livros trazem capítulos inteiros sobre conservação dos alimentos, dietas especiais para diferentes doenças, dicas para arrumação da cozinha e dispensa e até informações sobre os tipos de equipamento que formavam o básico da cozinha.

O post de hoje é uma reciclagem de um artigo antigo do extinto site da Sociedade Histórica Destherrense:  10 livros antigos de culinária, em português e em outras línguas, para você baixar de graça. É só clicar nos títulos para abrir os arquivos.

 

01. Um Tratado da Cozinha Portuguesa (século XV)

Dividido em 4 seções – carne, ovos, leites e conservas – esse é o mais antigo livro de culinária em língua portuguesa. De autoria desconhecida e originalmente totalmente manuscrito, hoje é possível baixá-lo com escrita adaptada para o século XXI.

 

02. Arte de Cozinha (1680)

Primeiro livro de culinária português a ser publicado, essa obra de Domingos Rodrigues se destinava às elites e teve uma grande influência em toda a culinária portuguesa. Muitas receitas desse livro ainda apareciam em manuais brasileiros do final do século XIX.

 

03. A New System of Domestic Cookery (1807)

Mrs. Rundell, autora dessa obra, é considerada a primeira “deusa da cozinha”. Seu livro foi o primeiro best-seller de culinária do século XIX, circulando no mundo todo em várias edições originais e pirateadas.

 

04. O Cozinheiro Imperial (1839)

Primeiro livro de culinária legitimamente brasileiro, o nome de seu autor é desconhecido. Em várias edições, misturava receitas inglesas e francesas às iguarias e ingredientes tipicamente nacionais.

 

05. Mrs. Beeton’s Book of Household Management

Mais do que um livro de culinária, esse best-seller do século 19 era um guia completo para administrar uma casa. Aqui você encontra desde dicas para a dona-de-casa vitoriana organizar seu lar, contratar e controlar os criados, até receitas de remédios e cosméticos caseiros.

 

06. Cozinheiro Nacional (1860s)

Segundo livro de culinária a ser publicado no Brasil e o primeiro a dedicar uma atenção especial às influências indígenas e africanas na formação da culinária nacional.

 

07. Dicionário do Doceiro Brasileiro (1892)

Um livro de dar água na boca do início ao fim. É um compilado de receitas super tradicionais da doçaria brasileira, misturando ingredientes e técnicas portuguesas, indígenas e africanas. Minha parte favorita são as receitas de compotas, que eu já fiz várias e super aprovo!

 

08. O Doceiro Nacional (1895)

Na mesma vibe do livro anterior. Para ficar diabético com tanto açúcar.

 

09. Tempting Dishes for Small Incomes (1903)

Um manual de culinária com a proposta de oferecer alternativas baratas e gostosas para a alimentação de quem não tinha lá muitos recursos. É uma excelente fonte de pesquisa para escritores, pois dá uma boa ideia do que um personagem de recursos moderados estaria comendo 😉

 

10. Simple Italian Cookery (1912)

O primeiro tratado de culinária italiana escrito fora da Itália. Eu amo esse livro porque ele tem uma receita MARAVILHOSA de molho à bolonhesa que é beeeem diferente do que a gente encontra por aqui no Brasil. Mas eu não vou dar spoiler…

 

Testou alguma receita? Conta pra mim aqui nos comentários!

COMENTÁRIOS

Historiadora, costureira e apaixonada pela história das coisas miúdas e aparentemente insignificantes. Alguém que acredita que a vida é muito curta para usar roupas comuns e que a moda é, sim, um espelho da história.

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »